Resiliência, a força desafiadora do espírito

Escrito por omensageiro_master

 

“Quem tem uma razão para viver é capaz de suportar qualquer coisa.”
(Friedrich Nietzsche)

Segundo o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, o substantivo resiliência, do inglês resilience, significa ‘elasticidade; capacidade rápida de recuperação’. No campo da psicologia, a resiliência é “a capacidade de uma pessoa lidar com os próprios problemas, vencer obstáculos e não ceder à pressão, seja qual for a situação”.

Entre os seres humanos, a resiliência não significa um retorno a um estado anterior, mas sim a superação ou mesmo a adaptação diante de uma dificuldade, considerada como um risco, e a possibilidade de seguir novos caminhos de vida. O resiliente desenvolve uma capacidade única de enfrentar fatores adversos que provocam pressão. Com isso, possibilita um processo de superação e enriquecimento pessoal que se reflete no ambiente.

Constantemente, estamos em contato com a resiliência, mas nem sempre percebemos isso. Situações trágicas, pressões internas e externas, perdas, guerras, acidentes, separação, abuso sexual, doenças, fracassos, catástrofes naturais fazem parte da história humana. Muitas pessoas passaram e passam por algumas dessas situações e conseguiram refazer suas vidas e seguir em frente, apesar de tudo.

Em cada pessoa, a resiliência mostra a força desafiadora interior que não se sujeita nem se acomoda diante das dificuldades. Essa é a experiência de todas as personalidades que marcaram significativamente a vida da humanidade, superando obstáculos de toda espécie sem deixar fenecer seus ideais.
Tanto o Antigo quanto o Novo Testamento estão repletos de exemplos de pessoas resilientes. Com fé, perseverança e coragem, elas levaram avante um povo, superando todos os obstáculos e aprendendo o segredo da resolução de problemas. Com isso, conquistaram uma sabedoria de vida que se tornou patrimônio do seu povo e da humanidade. Por exemplo, os episódios de Jó e de Jacó e do próprio Jesus mostram essa capacidade de enfrentar as adversidades, sem esmorecer. Essa foi também a experiência de personalidades marcantes ao longo da História, como Charlie Chaplin (1889-1977), Nelson Mandela (1918-2013), Albert Einstein (1879-1955), Malala Yousafzai (1997-), entre tantas outras.

Vale lembrar que os resilientes conseguem encarar dificuldades sem se desesperar. São capazes também de refletir mesmo sob enorme pressão, buscando soluções racionais para suas dificuldades. Em vários setores da vida pública, política, cultural, social e religiosa, eles têm sido verdadeiros líderes, sendo incentivadores da esperança do ambiente por onde transitam. Famílias, comunidades, empresas, grupos, precisam de pessoas que modifiquem o ambiente com seu entusiasmo, seu bom humor, seu otimismo e sua confiança, beneficiando a todos.

Pe. José Alem

Edição de Setembro/2018

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.